O Taguatinga Esporte Clube nasceu em 1º de julho de 1975 e foi formado por diretores da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (ACIT), por representantes da Administração Regional da cidade e por funcionários da extinta Viação Pioneira, que haviam criado – um ano antes – o Pioneira Futebol Clube.

O primeiro jogo do TEC aconteceu em 12 de julho daquele ano, contra a URT, de Patos de Minas/MG, e foi vencido pelo time brasiliense por 2×0, no antigo estádio Pelezão. Um ano depois, em 1976, o time foi oficialmente profissionalizado pela então Federação Metropolitana de Futebol e participou do Campeonato Metropolitano.

A estreia como time profissional ocorreu em 14 de fevereiro de 1976, quando venceu o Humaitá, do Guará, por 2×0, no estádio Pelezão, sob comando do técnico Eurípedes Bueno, já falecido. Dois anos depois, o TEC já havia conquistado o vice-campeonato candango.

Em 1981, veio a primeira grande oportunidade de uma competição nacional: a Taça de Bronze, considerada como a terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Em 08 de março, o TEC enfrentou o Itumbiara/GO e venceu por 1×0, jogando no estádio Serejão, em Taguatinga. A partir daí, o que se viu foi uma ascensão sem limites.

Ainda em 1981, no Campeonato Brasiliense, o TEC venceu o terceiro turno e disputou o título contra Guará e Brasília. No triangular de ida e volta, a Águia do Cerrado venceu os quatro jogos e conquistou o torneio pela primeira vez.

Um ano depois, a equipe estreou na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, quando em 20 de janeiro de 1982, perdeu para o Goiás por 3×0 no estádio Serra Dourada, em Goiânia. De lá para cá foram quatro vice-campeonatos (1985 a 1987 e 1990) e quatro títulos estaduais (1989, 1991, 1992 e 1993).

No entanto, o TEC acabou afundando-se em dívidas e acabou rebaixado para a segunda divisão candanga em 1996. Em 1997, retornou à primeira divisão, mas caiu novamente em 1998 e acabou fechando as portas em 1999.

Em 2015, tudo começou a mudar. O Clube Atlético Bandeirante resolveu se transferir para Taguatinga e passou a se chamar Atlético Taguatinga. O time jogou a segunda divisão daquele ano e foi campeão, subindo para o Candangão 2016. Disputou por dois anos a primeira divisão, mas foi rebaixado para a Segundona.

Foi aí que, com a empatia dos torcedores pelo TEC e os pedidos de que Taguatinga voltasse a ter um clube identificado com a cidade, as diretorias de Atlético Taguatinga e Taguatinga Esporte Clube se encontraram e promoveram a fusão das equipes, ressurgindo o grandioso TEC no início de 2018.

O TEC disputou a segunda divisão do DF já em 2018 e conquistou, de cara, o vice-campeonato, sob o comando do técnico bicampeão candango, Ricardo Antônio. Com isso, foi promovido à primeira divisão de 2019, retornando à elite do futebol candango 21 anos depois.

É com essa garra e com essa vontade, de querer voar ainda mais, que a Águia do Cerrado está de volta!

Obtain an excellent report from the high quality creating support being safer right from malfunction a person’s course! Pro writers and then lower price tags doing work in your reward. Purchase currently .